visitas inesperadas

detesto. fico em pânico quando alguém me liga a dizer olha, estou aqui perto, podia passar aí por casa e dizer olá!, e pior ainda quando me tocam à campainha sem aviso nenhum (como os meus pais adoram fazer). por um monte de razões, entre as quais: o facto de eu adorar estar em casa de pijama, confortável, com o cabelo frequentemente super messy porque pronto, estou em casa; o facto de, em fins-de-semanas preguiçosos, ser muito provável estarmos a tomar o pequeno almoço ao início da tarde, na cama ou no sofá, com um bom filme ou um novo episódio de uma série; e porque, admito, eu e o Filipe não somos por natureza pessoas extremamente arrumadas, mas eu sinto-me na obrigação de ter a casa impecável quando cá vem alguém. então visitas inesperadas é sinónimo de correrias pela casa, a pilha de roupa lavada a desaparecer na arrecadação, aquela loiça do pequeno almoço que ainda não lavámos a ser despachada a correr, olhares de pânico da direcção do escritório, que é sempre a divisão mais desarrumada porque nós trabalhamos de forma desarrumada.

resumindo, não sou uma daquelas pessoas que podem receber amigos em casa a qualquer hora e têm tudo impecável e ainda um bolo acabado de fazer; sou demasiado desorganizada (ainda!) para isso. portanto façam o favor às sílvias da vossa vida e, pelo sim pelo não, liguem com meia hora de antecedência antes de aparecerem em casa de amigos, antes que lhes dêem um ataque cardíaco causado pelo stress de ter tudo bonitinho em cinco minutos. x)

2 comentários:

  1. "Raise your hand if you can relate"

    Olha pra mim aqui com dois braços no ar!

    ResponderEliminar