tenho tantas saudades (e nunca pensei vir a dizer isto...) de ter coisas concretas para fazer. trabalhos, exercícios para entregar, exames, não sei. actualmente, as minhas tarefas são todas do género saber mais sobre x, perceber melhor y. os meus dias também envolvem alguma adivinhação: quão profundamente devo conhecer este assunto? o que é que vai ser relevante para o meu trabalho? mais: ler artigos é encontrar um equilíbrio delicado entre captar a ideia geral (não ficando desnecessariamente presa em pormenores técnicos) e perceber o que se está a passar a um nível mais concreto (i.e., ver através da tecnicidade). ler artigos de assuntos completamente novos é portanto uma aventura cheia de altos e baixos.

tenho algumas saudades de ter aulas; sobretudo, quem me dera voltar a ter teoria de modelos com o meu orientador! há dias em que me sinto bastante perdida e sem conseguir ver por entre todo o nevoeiro. a única forma que, até agora, arranjei para lidar com isso é: tentar não ver grandes distâncias. concentrar-me em passinhos de bebé. acreditar que quando conhecer suficientemente bem muitos pontos particulares de um todo algo misterioso começarei a ter uma visão (ténue a princípio, depois mais razoável e clara e completa) desse todo. concentrar-me então, por agora, nesses pontos particulares.

num futuro, mais ou menos distante, existe uma sílvia para quem o nevoeiro já se levantou o suficiente para que consiga encontrar o(s) caminho(s) sozinha; uma sílvia autónoma, em termos de investigação. eu tenho alguma dificuldade em conceber esse futuro, mas acredito que o caminho é trabalhar, dar o meu melhor, fazer com que cada dia seja melhor que o anterior. pouco a pouco but steadily: é assim que vai ser. e com toda a confiança que conseguir arranjar.

por outro lado, tenho pensado muito. sobre mim, sobre quem sou e o que quero e o que me faz feliz. e cheguei à conclusão de que existem muito mais caminhos conducentes à felicidade do que eu imaginava, muito mais coisas capazes de me fazerem feliz e realizada e satisfeita do que teria imaginado. tenho opções - coisa que levei anos a descobrir. e isso também me deixa mais descansada, tranquila e um pouquinho mais confiante. tenho opções. tenho um back up plan. isso dá-me a segurança necessária para me concentrar no presente. por isso: vou trabalhar muito. vou dedicar-me muito. vou ser uma pessoa melhor. e dizer a mim própria, as vezes que forem necessárias: eu consigo fazer isto.

Sem comentários:

Enviar um comentário